top of page
Buscar
  • barauceds

O autoconhecimento pode te ajudar com a sobrecarga de trabalho, e eu te conto como!

Autoconhecimento é, resumidamente, a capacidade que você desenvolve de saber e compreender cada vez mais sobre você mesma(o). E conhecer-se a fundo, é uma das maiores formas de crescer, seja pessoal ou profissionalmente.


O autoconhecimento permite que você tenha uma visão mais clara e realista da sua própria vida e do caminho que você vem trilhando, deixando de lado de uma vez por todas achismos e idealizações de como a sua vida deveria ser.


Cultivar uma visão da vida que está mais próxima do real, envolve conhecer algumas de suas características que, quando bem conhecidas e utilizadas, podem ser uma arma contra a sobrecarga física e emocional que encontramos nos ambientes de trabalho diariamente.


Justamente por isso, hoje estarei te apresentando três formas como o autoconhecimento pode te ajudar a não entrar em situações de sobrecarga no ambiente de trabalho - e na vida pessoal também, por que não?


1) O autoconhecimento te ensina e se escutar de forma ativa e genuína


O ritmo de vida acelerado em que vivemos nossas vidas atualmente, normalmente nos impede de ter contato de verdade com aquilo que pensamos ou sentimos. Como sempre tem alguma coisa para fazer, dificilmente voltamos a nossa atenção para nós mesmos.


Porém, a partir do momento em que você permite parar e voltar o olhar para si mesma(o), você tem a possibilidade de se escutar de uma forma diferente, e reconhecer algumas coisas sobre si que normalmente você não reconheceria.


Muitas vezes, existem pedaços de ti que gritam por ajuda o tempo todo, mas você não consegue ouvir por estar muito envolvida(o) na correria do dia a dia - ou até por ignorar, já que as vezes parece melhor não "mexer com o que tá quieto". Porém, tudo aquilo que não é ouvido, e que não tem um destino, acumula. E permitir direcionar uma escuta atenta a si mesma(o), ouvindo o que seu corpo e sua mente tem a dizer da vida que você vem levando, é um passo essencial para que você possa olhar com mais cuidado para si, e consequentemente, perceber quando o volume estiver alto demais e "pisar no freio" antes de efetivamente se sobrecarregar - ou até se esgotar física e emocionalmente.


2) O autoconhecimento te ajuda e identificar sentimentos que antes estavam escondidos


Você já passou por algum momento em que você sabia que algo estava errado, mas não tinha ideia do que era aquilo que estava sentindo?


Aposto que sim! E digo mais: isso é muito mais comum do que você imagina.


Muitas vezes, como forma de enfrentamento de situações da vida, acabamos desenvolvendo uma capacidade de não entrar em contato com alguns sentimentos, principalmente os que ainda não somos capazes de lidar.


Mas isso não significa que deixamos de senti-los: por mais que tenhamos os enviado para fora da jurisdição da consciência, eles ainda se fazem presentes em nossas vidas, e retornam repetidamente mesmo quando a gente não consegue nomeá-los.


Enquanto não pudermos ouvi-los, e senti-los, eles continuarão retornando, e se juntando com outros que também não foram ouvidos... e assim vai se formando uma enorme bola de neve, que pode te levar a uma sobrecarga emocional importante. São esses processos que geram crises de angústia, ansiedade ou até pânico, por exemplo.


Tá, mas o que isso tem a ver com o trabalho, psi? Por mais que você tente separar a vida pessoal da profissional, essa divisão dificilmente é 100% efetiva. E grandes impactos emocionais, assim como os físicos, acabam impactando diretamente na sua capacidade de produzir e trabalhar - mesmo que eles venham do âmbito pessoal.


Dessa forma, o processo de autoconhecimento se mostra como uma ferramenta fundamental para te ajudar com essa questão. É ele que permite que você construa formas de reconhecer, sentir e encarar esses sentimentos que um dia você ocultou - e com isso, evitar não só a sobrecarga emocional, mas também evitar que ela impacte negativamente no seu desempenho no trabalho.


Acho importante destacar também que esse está longe de ser um processo fácil, já que entrar em contato com esse tipo de sentimento pode ser muito doloroso. Mas com a ajuda de um profissional qualificado, você pode encará-los de frente, e desenvolver formas de lidar com eles, para que a partir disso esses sentimentos possam se tornar apenas sentimentos comuns, sem aquela carga pesada que eles possuem quando você não os ouve e os deixa acumular.


3) O autoconhecimento te ajuda a encontrar quais são os seus limites


Limites pessoais por muito tempo foram vistos como tabu, e entendidos como sinônimo de fracasso e incompetência. Mas isso é uma grande mentira, e uma vida sem uma clara consciência de quais são seus limites, e sem a imposição desses limites aos outros, pode ser uma cilada pra quem quer ser bem sucedido e construir uma vida e carreira sólidas a longo prazo.


Uma coisa é fato: a grande maioria das vezes, quando alguém se coloca em situação de sobrecarga, é porque não sabe identificar os seus limites antes de qualquer coisa. Pois é só os conhecendo, que é possível entender até onde se pode ir, e também marcar até onde os outros podem chegar.


E a única forma de descobrir quais são os teus limites, é conhecendo a si mesma(o). É prestando atenção em si, é se ouvindo, dando espaço aos seus sentimentos, e prestando atenção aos sinais que o teu corpo e tua mente te dão diariamente.


O seu corpo e sua mentem sabem o quão longe você pode ir, o quanto de atividades você pode lidar, e mais uma série de coisas sobre você... a questão é que na grande maioria das vezes você não presta atenção nos sinais que eles te dão.


O processo de autoconhecimento pode te ajudar a reconhecer quais são esses limites, assim como te ajudar na hora de colocar eles em jogo e apresentar aos outros até onde você pode ir. E isso com certeza vai fazer uma diferença crucial na sua vida profissional, e te fazer evitar várias daquelas situações de sobrecarga em que você se coloca atualmente.


Mas psi, como eu faço então pra adquirir esse autoconhecimento?

Existem várias formas, mas a mais efetiva, sem dúvidas é a psicoterapia. O profissional psi é formado pra te ajudar a lidar com essas questões, e um olhar de fora pode ser crucial no momento de você aprender a olhar mais pra si mesmo.


Ah, e minha agenda está aberta para novos atendimentos viu?

Se ficou interessada(o) em entrar de cabeça nessa jornada, me chama!


Com carinho,

Dominique S. Barauce

Psicóloga

CRP 08/25857

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page